Translate

Você vai ver quando o seu pai chegar !!!

"Você vai ver quando o seu pai chegar!!!" Qual mãe nunca falou isso ?

Eu.
Há uns dias, quando eu estava conversando entre amigos e família sobre as diferenças nas formas de educar as crianças antigamente e atualmente, me falaram a seguinte frase: Você deveria falar para o seu filho "Você vai ver quando o seu pai chegar !!!" porque a autoridade dele é maior que a sua.

Oiiiiiiiiiii?!!! Como assim a autoridade do pai é maior que a da mãe? Ou vice e versa? Não acreditei nos meus ouvidos. Fiquei pensando no quão absurdo é alguém acreditar naquilo e cheguei à conclusão que infelizmente muitas (mas muiiiiiiiiiiiiiiitas) pessoas pensam assim.

mães de primeira viagem

Eu e meus três irmãos somos filhos de pais separados sendo que o pai (autoridade máximo, segundo o gênio que me falou aquela frase) sempre foi ausente. Por isso se uma mãe realmente precisasse dessa frase, a minha não teria conseguido educar nenhum de nós.

Além disso, o que uma mãe quer quando ameaça o seu filho com frases desse tipo? Ela quer afirmar que o pai tem maior capacidade de resolver os problemas que ela?

Ou ela quer se passar por boazinha e deixar o pai ser o vilão que coloca de castigo ou bate? (infelizmente tem gente que confunde agressão com dar educação)

Será que ela está lavando as mãos para o problema que apareceu?

Ou realmente é incapaz de lidar com aquela situação?

Eu sei que cada caso é um caso. E que muitas vezes a criança não é bem educada desde de bebezinha e quando alcança uma certa idade não consegue responder a pequenas responsabilidades porque nunca foi ensinada a fazer. E além da falta de orientação, existe o comodismo dos pais de fazerem as "obrigações infantis" (como organizar os brinquedos) porque fazem mais rápido e terminam mais rápido. Existe também o fato de muitos pais não poderem estar presentes na vida da criança o quanto gostariam e os poucos momentos que passam juntos são só para dizer sim aquela criança que ainda precisa de orientação. E ainda existem algumas doenças como autismo e hiperatividade que até serem diagnosticadas e tratadas é difícil contornar e manter um ambiente de colaboração por parte da criança.

educação infantil


Claro que só quem passa sabe o quanto é difícil o dia a dia com uma criança por mais boazinha que ela seja. Por isso compreendo uma mãe que usa dessa frase.

Porém a intenção do meu post é alertar você que é ou será mamãe um dia para pensar sobre o que diz ao seu filho com essa ameaça.

Ela pode parecer inofensiva mas transmite uma mensagem completamente errada para a criança. Afinal você não quer que ela pense que o único capaz de resolver a situação é o pai dela, quer?

famosas


Aqui em casa eu nunca fiz esse tipo de ameaça ao Joãozinho. Se o problema aconteceu na minha frente eu resolvo e se foi na frente do pai, que ele resolva. As autoridades aqui valem a mesma coisa. E o João nunca recebeu uma palmadinha se quer. E quem conhece sabe o quanto é educado e obediente.

Eu e o maridinho sempre conversamos e trocamos figurinhas sobre todas as situações que acontecem com o nosso filhote. E assim a gente vai se ajudando. Não existe uma verdade absoluta e não existe um dono da verdade muito menos uma AUTORIDADE MÁXIMA.

Pais e mães devem tomar decisões juntos (mesmo quando não vivem juntos). Os dois devem valorizar a autoridade do outro e cobrar que o filho respeite tanto a mãe quanto o pai, de forma IGUAL.

Se você passa por uma situação que tem mais ou menos autoridade que o pai (ou mãe) do seu filho, reveja essas posições que vocês tem assumido. Um "mandar" mais que o outro não é bom para a relação entre os pais e muito menos para criança. Se for necessário busque ajuda profissional porque se trata da coisa mais importante de vocês, a educação e criação do seu filho.

Desculpe o desabafo mas maternidade é um dos temas do nosso blog. E eu gostaria de saber a sua opinião sobre isso, será que só eu acho um absurdo esse tipo de abordagem? Comente e compartilhe o post.

14 comentários:

  1. adorei esse post pra quem tem filhos, acho que mts "frases feitas" realmente nao tem um bom efeito

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb acho que não Lívia. Fico feliz de saber que gostou do post.. beijoss

      Excluir
  2. Oi Pry!
    Esse negócio de educar filho é complicado né?! hehehehee
    Arthur tem 1 ano e 5 meses e já demonstrou ser de gênio forte, qd damos um não pra ele, ele grita e joga o q tiver na mão. Qd n tenta nos bater
    Infelizmente lá em casa eu sou a chata, meu marido qd ele faz isso morre de rir, pense na raiva q eu tenho!
    Eu reclamo, explico q n pode, mas se o pai tá rindo do lado, cm ele vai entender q tá errado?!
    A autoridade lá de casa sou eu, td q acontece o pai me chama, eu já falei que ele tem q se dar o trabalho de educar o filho, q a mãe não pode, nem deve se responsabilizar por td. Às vezes brigamos feio por conta dessa 'preguiça' dele em educar nosso filho.
    Já ouvi mts e mts absurdos, mas 'faço a egípcia' (cara de paisagem/finjo n ouvir)

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Fê, imagino que seja dificil mesmo essa situação de preguiça. Mas aos poucos vc vai mostrando pra ele o quanto é importante tomarem decisões juntos. Beijoss

      Excluir
  3. Pry está certa você. Não tenho filho, porém concordo com você. Os dois tem que ter a mesma autoridade.
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah que bom que concorda Gabi. Precisamos de mais futuras mamães com esse pensamento.. beijos

      Excluir
  4. Concordo muito com o que disse Pry e minha mão nunca precisou usar a frase para manter nossa educação. Sempre dominou a situação rsrs pretendo levar isso para a criação dos meus também. Beijos!
    www.dicamineira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah é isso mesmo. Os dois precisam ter a mesma voz né.. lá em casa foi a mesma coisa da sua.. beijão Dai

      Excluir
  5. suuuuuuper concordo !
    a autoridade tem que ser igual de ambas as partes.. aqui em casa minha mãe também nunca disse isso, igual ai na sua casa, teve uma época que meus pais foram separados ,hoje emm dia estão juntos mas nunca um tirou a autoridade do outro ! Adorei Pry beiijinhos linda
    Sorria Princesinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles estão certos. Assim os filhos tem uma melhor orientação né. Fico feliz que gostou Lary.. beijos

      Excluir
  6. Nossa super verdade. Eu sempre fui ensinada assim. Quando minha mãe estivesse em casa ela resolveria os problema, quando meu pai estivesse em casa ele resolveria. Mas eu sempre fui mas apegada a minha mão e me sinto mais a vontade em pedir ajuda dela pra resolver minha coisas, então, não tem essa de que apenas meu "PAI" tem autoridade. Eu me reporto aos dois da mesma forma. Seria bom que todos pais pensassem dessa forma, porque realmente o pai acaba sendo o vilão da história por ser o único a ter que dizer "não", quando ele só está fazendo o trabalho que deveria ser dos "PAIS", não do "pai". O filho tem que aprender a ouvir "sim e "não", e a ser repreendido pelos "dois".
    Adorei o pôster, de verdade mesmo. Compartilhei no meu facebook. Obrigado pela visitinha lá no meu blog. Já estou seguindo o seu. Beijão e sucesso <3
    http://girlswholoveparis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooh linda, que depoimento maravilhoso. Concordo com vc em tudo. Obrigada pelo carinho. Um beijo enorme

      Excluir
  7. Adorei o post,mesmo não tendo filhos,fui criada pela minha mãe e ela q era a autoridade,mais por questões naturais pq meu pai é falecido a muitos anos.
    Concordo com o seu ponto de vista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poli sinto muito pelo seu pai. E fico feliz que vc tb tem essa consciência de que pai e mãe valem o mesmo. Um beijo muito grande

      Excluir

Olá, seja bem vinda (o) ! Deixe um comentário, sua opinião é muito importante pra mim! Beijo, Pry.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos